85% das pessoas já tiveram ou terão algum episódio de dor lombar ao longo da vida.


Dor Lombar - Espaço Chi Energia Vital

Na sociedade moderna a dor lombar é o distúrbio mais comum, com prevalência entre mulheres de 22 a 45 anos de idade. Tornando-se um grave problema de saúde pública.


Pode ser classificada em:

  • 10% de causa específica

  • 90% de causa inespecífica ou mecânico-postural

Dor Lombar inespecífica ou mecânico-postural


É uma das causas mais frequentes de atendimento médico e a segunda causa de afastamento do trabalho.

Pode ser classificada em:

  • Estática (sobrecarga estática)

  • Cinética (sobrecarga de movimentação) ocorrendo desequilíbrio entre a carga funcional (esforço requerido) e a capacidade funcional (potencial de execução)

Segundo a classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidades e saúde (CIF), a lombalgia é um comprometimento que imprime perda ou anormalidade da estrutura da região lombar na coluna vertebral, sendo de etiologia psicológica, fisiológica, anatômica ou uma deficiência que limita ou impede o desempenho pleno das atividades laborais diárias.


Principais sintomas:

  • dor,

  • diminuição da força muscular,

  • restrição da amplitude de movimento,

  • espasmos musculares e

  • alterações posturais com limitação funcional


Fatores de risco:

  • Sedentarismo

  • obesidade

  • postura corporal incorreta


Esses fatores geram fraqueza dos músculos do tronco ocasionando atrofia com atrasos nos ajustes antecipatórios dos músculos do centro do corpo (transverso do abdome, múltífidos e assoalho pélvico, etc) favorecendo o encurtamento da cadeia posterior, alterando o controle neural e reduzindo a flexibilidade.



Alicerces para o Tratamento:

  • Prevenção: através de medidas físicas, organizacionais e cognitivas; e

  • Tratamento: através da eliminação dos fatores de risco, terapia medicamentosa, fisioterapia, reeducação postural do paciente, exercícios específicos.


Método Pilates®


Utiliza o corpo para a integração e desenvolvimento físico e mental, com ênfase na concentração, controle, precisão, fluidez do movimento, respiração e contração do core, para alcançar a estabilidade lombo pélvica.

O foco do treinamento são os músculos do core, para recuperar o relacionamento entre os músculos agonistas e antagonistas do tronco, aumentando a atividade e desempenho desses músculos garantindo que a pelve esteja devidamente posicionada de forma neutra devido suas implicações na CV.

Abrangendo exercícios de alongamento e fortalecimento muscular que podem ser executados no solo ou em aparelhos próprios, os músculos do core devem ser contraídos durante a expiração, garantindo a postura neutra e alinhada para menor gasto energético aos movimentos e diminuição do risco de lesões.


“Pilates desenvolve um corpo uniforme, corrige posturas erradas, restaura a vitalidade física, vigora a mente e eleva o espírito”.

Joseph Humbertus Pilates

6 Exercícios de Mobilidade para a Coluna vertebral

1- Em decúbito dorsal sobre superfície rígida e plana, alinhe toda a coluna vertebral ao solo, de forma confortável; Em seguida puxe uma perna, segurando-a por baixo do joelho e traga até encostar no peito. Conte 30 segundos e retorne a posição inicial; Repita o movimento com a perna oposta.




2- Agora traga as duas pernas. Conte 30 segundos;

Mantenha a a postura e inspire profundamente, expire e eleve a cabeça, na intenção de encostar o queixo no centro do peito; inspire e retorne a posição inicial. Repita essa postura por 4 respirações completas.





3- Mantenha a postura anterior; abra os braços; rode a cabeça para um lado do corpo e as pernas para o outro lado. Conte por 30 segundos; Retorne a posição inicial e repita o movimento para o outro lado







4- De quatro apoios no solo; Cabeça e quadril apontando para o alto, inspire; Expire e aponte para baixo a cabeça e o quadril. Repita o movimento por 15 vezes, respeitando as posturas na inspiração e na

expiração

5- Agache. conte por 30 segundos até um minuto.

6- Finalize os exercícios. Sente sobre os calcanhares e alongue todo o tronco no solo, inclusive os braços. Conte 30 segundos.

Referências Bibliograficas:

- FRANÇA, F.R.; BURKE, T.N.; CAFFARO, R.R.; RAMOS, L.A.; Pasqual, M.A. Effects of muscular stretching and segmental stabilization on functional disability and pain in patients with chronic low back pain: a randomized, controlled trial, 2012.


-FREITAS, C.D.; GREVE J.M. D´A. Estudo comparativo entre exercícios com dinamômetro isocinético e bola terapêutica na lombalgia crônica de origem mecânica, Fisioterapia e Pesquisa, n.4, v.15, p.380-386, out./dez. 2008.


-LIZIER, D.T.; PEREZ, M.V.; SAKATA, R.K. Exercícios para Tratamento de Lombalgia Inespecífica, Rev. Bras. Anestesiol., n.6, v 62, p. 838-846, 2012.


-O.M.S – Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Lisboa, 2004.


-SCHIMIT, E.F.D.; CANDOTTI, C.T.; RODRIGUES, A.P.; SOUZA, C.; MELO, M.O.; LOSS, J.F. Efeitos Do Método Pilates Na Postura Corporal Estática De Mulheres: Uma Revisão Sistemática Fisioter. Pesqui., n.3, v.23, p.329-35, 2016.

  • Procure um Profissional capacitado e qualificada para melhor atender suas necessidades;

  • Nunca tome medicamento sem a indicação do seu médico;

DRa Claudia Guerra Pereira

Crefito 2 - 216323 F

Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
Recent Posts